Já ouviu falar em trote solidário? Descubra o que é e as suas vantagens

jaouviufalaremtrotesolidariodescubraoqueeeassuasvantagens

O trote universitário surgiu há cerca de 6 séculos, na Europa. Prática comum em muitas faculdades do país, a atividade representa, na maioria das vezes, interação entre os universitários — mas já teve a inconsequência e o abuso como palavras sinônimas. Hoje, é proibido em grande parte das universidades, que só permitem o trote solidário.

Para que não passe dos limites, é importante que o trote estudantil esteja aliado ao bom senso. Nesses casos, veteranos se restringem a fazer brincadeiras saudáveis com os calouros ou solicitar que eles realizem ações sociais, com o único objetivo de fazer com que todos interajam e se divirtam.

Continue a leitura e saiba mais sobre o trote de faculdade!

Quais são os tipos de trote universitário?

O trote para calouros está presente em grande parte das faculdades do Brasil — tanto públicas quanto privadas — e varia em cada instituição. As atividades mais comuns para identificar os novatos são usar tinta no corpo e na roupa, raspar o cabelo dos meninos e fazer com que todos peçam dinheiro no sinal.

Em geral, o valor arrecadado é convertido em uma festa para todos. Além dessas brincadeiras comuns, existem também outras mais vexatórias e cansativas. Alguns exemplos são usar alimentos com cheiro forte, mergulhar em poças de lamas, cortar a roupa ou filas em que os alunos entrelaçam as mãos por baixo das pernas e devem caminhar dessa maneira.

Há ainda quem deve cuidar de um ovo sem deixar quebrá-lo, ingerir bebidas alcoólicas ou cantar músicas compostas especialmente para a ocasião. Infelizmente, algumas brincadeiras passam dos limites e transformam a festa em tragédia. Para evitar essa situação, o trote solidário foi criado com o intuito de promover integração sem acidentes.

O que é trote solidário?

Com a ocorrência de acidentes, muitas vezes graves, diversas instituições de ensino superior optaram por proibir os trotes e passaram a adotar medidas alternativas, como atividades culturais e solidárias, para impedir a violência na universidade.

O trote solidário é uma atividade na qual os calouros, em vez de sofrerem humilhações, precisam fazer algo para o bem da sociedade. Algumas faculdades também realizam semanas de integração, com aulas inaugurais, palestras, shows de talento e outras atividades dentro da própria instituição, com o objetivo de tornar a recepção mais agradável e controlada.

Aqui na Unime, estamos comprometidos com a segurança e qualidade da integração dos alunos na graduação. Por isso, buscamos promover o trote solidário, a fim de que ele tenha um propósito capaz de impactar e alcançar pessoas dispostas a fazer o bem e a recebê-lo.

Quais são os benefícios dessa iniciativa?

Todos saem ganhando com o trote solidário. Entidades sociais são beneficiadas por atividades realizadas pelos estudantes, que por sua vez participam de ações para conhecer os colegas enquanto fazem o bem. Já as faculdades promovem a cidadania solidária e a sociedade ganha cidadãos mais empáticos e preocupados com a coletividade.

No entanto, as vantagens do trote solidário não se restringem à quem recebe as doações. A atividade também é responsável por integrar veteranos e calouros, fazendo com que eles se conheçam e compartilhem experiências úteis à formação acadêmica.

Algumas faculdades também adotam o apadrinhamento. Nesses casos, cada novo aluno recebe um padrinho veterano que fica responsável por repassar livros, anotações e dicas de estudo. Por isso, participar das atividades das primeiras semanas de aula pode ser muito útil para o futuro do estudante.

Também é possível aproveitar as redes sociais para aumentar a interação e promover a troca de materiais entre os alunos. 

Como organizar um trote solidário?

Existem duas formas principais de organização de um trote solidário: com competição e sem competição. Em geral, a primeira opção tem uma motivação maior e resulta em mais engajamento. No entanto, é importante ter uma equipe organizadora para que tudo ocorra bem.

Para isso, uma pessoa do time deve ficar responsável pelo trote para calouros, definindo qual tipo de atividade será realizada e qual será a premiação para quem vencer, se for o caso. A equipe organizadora ficará encarregada de mobilizar os calouros a participarem das ações e também por transmitir as informações para que tudo ocorra de forma simples e clara.

Conheça os principais tipos de trote solidário que podem ser aplicados.

Arrecadação de roupas, brinquedos e alimentos

A arrecadação de materiais para comunidades carentes é uma das formas de praticar a solidariedade no trote. Os calouros devem reunir itens básicos, fundamentais à rotina de qualquer família, como arroz, feijão, macarrão, leite, açúcar, entre outros.

Com o incentivo, as turmas trabalham para conseguir o máximo de itens a fim de levá-los a quem necessita. Em geral, as doações são feitas a lares de apoio a doentes, creches, asilos, moradores de rua e outras organizações.

Além disso, é muito enriquecedor para o calouro participar das entregas, já que proporciona contato com as pessoas e desenvolve um sentimento maior de gratidão pela nova oportunidade que surgiu.

Doação de sangue e medula óssea

Começar um curso universitário é uma chance para conquistar novos aprendizados e aprimorar habilidades. Assim, depois de formar, você poderá retribuir à sociedade todo o conhecimento que adquiriu nos anos que passou na graduação.

No caso do trote solidário, essa contribuição pode vir antes. Os calouros podem ser convidados a prestar auxílio a quem mais precisa, nos momentos mais decisivos da vida deles. Por isso, estimular a doação de sangue e medula óssea em um grupo de jovens saudáveis é uma atitude essencial para conscientizá-los sobre um dos diversos papéis de transformação que eles têm no mundo.

Até mesmo quem tem receio dos procedimentos, nesses casos, pode se animar a participar acompanhado dos novos colegas, em um grande clima de descontração e alegria.

Visitas a asilos e orfanatos

Às vezes, além de arrecadar doações de diferentes tipos, uma simples visita pode ser o suficiente para levar alegria a outras pessoas. Quando os estudantes se unem para encontrar idosos que vivem em asilos ou crianças carentes, todos têm a chance de se aproximar, desenvolver empatia pelo próximo e experimentar momentos emocionantes.

Nessas visitas, vale fazer brincadeiras, contar histórias ou simplesmente ouvir com atenção e contribuir com uma palavra amiga a quem pode estar bastante solitário.

O trote é o primeiro contato que o calouro tem com o ambiente universitário. Por isso, é importante que sua primeira experiência não renda lembranças ruins. No caso do trote solidário, os alunos praticam boas ações enquanto conhecem melhor seus futuros amigos e as pessoas que ficarão ao seu lado durante os próximos anos.

Interessante essa forma de trote, não é mesmo? Então, que tal conhecer mais sobre o mundo universitário? Continue no blog e acesse mais conteúdos!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 2

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

cursos da unime

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.