Desemprego no Nordeste: qual é a situação e o que fazer para fugir dela?

desemprego no nordeste

O desemprego no Nordeste é uma situação que vem crescendo nos últimos anos no país, apresentando uma série de desafios para quem busca uma oportunidade de alocação no mercado de trabalho.

No entanto, apesar do cenário de crise, é possível se manter de fora desta estatística, principalmente se você optar por uma capacitação em uma graduação de qualidade. Até porque, uma das principais causas é, justamente, a falta de qualificação profissional dos candidatos que não conseguem suprir as exigências das vagas em aberto.

Portanto, continue acompanhando e entenda qual o contexto da falta de emprego no Nordeste e o que você pode fazer, a partir de hoje, para não entrar no índice. Confira!

Quais são as causas do desemprego no Nordeste?

De maneira geral, a situação de desemprego ocorre quando o indivíduo é demitido ou deseja entrar no mercado de trabalho, mas tem dificuldade de conseguir um cargo. A realidade é bastante árdua e pode causar uma série de consequências para a vida do trabalhador, como depressão, ansiedade, além de problemas financeiros difíceis de resolver.

No entanto, as taxas negativas de empregabilidade no Nordeste se dão, sobretudo, pela falta de qualificação dos profissionais que, muitas vezes, não apresentam uma formação adequada para exercer determinadas funções. A crise econômica do país também favorece o desemprego, uma vez que o consumo de bens e serviços tende a diminuir, fazendo com que muitas empresas tenham que demitir funcionários para otimizar seus custos e se manterem ativas.

Do mesmo modo, o alto custo dos impostos atualmente delimitados para a contratação de colaboradores com carteira assinada são elevados, fazendo com que muitas organizações prefiram aumentar as horas extras da equipe em vez de contratar mais mão de obra.

Outra situação que favorece os índices negativos é a substituição cada vez maior de pessoas por máquinas. Nos últimos anos, uma série de vagas foram fechadas devido ao fato de que grande parte das indústrias passaram a utilizar recursos tecnológicos na linha de produção. Isso pode ser facilmente percebido, por exemplo, no setor bancário, onde o aumento do uso de caixas eletrônicos e dos serviços realizados pela internet são fatores que têm contribuído para o fechamento de diversas agências pelo país.

Como fugir do desemprego na região Nordeste?

Com a crise no mercado de trabalho afetando os indivíduos da região Nordeste, é preciso tomar algumas atitudes para não fazer parte das estatísticas de desemprego. Portanto, veja a seguir o que você pode fazer para fugir da preocupante situação e conquistar melhores oportunidades.

Obtenha qualificação profissional

Muitas vezes, contar apenas com o diploma de um curso superior pode ser insuficiente para conseguir um bom cargo. Assim, para atingir competitividade e se destacar diante da concorrência, uma excelente dica é investir em cursos de qualificação profissional. Com isso, você tem a possibilidade de se aperfeiçoar em sua área de atuação e expandir os seus conhecimentos e habilidades.

Nunca pare de estudar

Do mesmo modo, preocupar-se com a atualização é fundamental, uma vez que você estará a par de novas ideias e conceitos que o mercado de trabalho exige. Portanto, nunca pare de estudar! Até porque, as mudanças ocorrem em velocidade cada vez mais rápida e, para conseguir acompanhar o ritmo, é preciso buscar por capacitação e manter-se atento às novas demandas e requisitos.

Monte seu próprio negócio

A cada dia, cresce a quantidade de pessoas que empreendem no país — chegando a 38% na TTE (Taxa de Empreendedorismo Total) — para fugir do fantasma do desemprego. Muitas vezes, abrir e montar o seu próprio negócio pode ser muito mais interessante e rentável do que se candidatar a uma vaga que não tenha a ver com o seu perfil profissional. Desse modo, seja por paixão ou necessidade, a ideia de um novo empreendimento pode ser uma oportunidade de realocação no mercado, principalmente para quem está tentando ocupar um cargo há anos e não obteve sucesso.

Mantenha seu networking em dia

Conhecer pessoas da mesma área de atuação que a sua sempre será um fator que o colocará à frente da concorrência. Isso porque, com o networking em dia, você tem muito mais chances de ser indicado para uma entrevista de emprego. É interessante, também, conversar com colegas formados e contratados por empresas do seu setor para entender melhor quais são os requisitos atualmente mais demandados dos candidatos e o que os diferencia enquanto profissionais.

Quais são as habilidades do profissional exigidas pelo mercado no futuro?

Para fugir de vez da realidade de falta de empregabilidade no Nordeste, é imprescindível estar por dentro das habilidades que os recrutadores mais valorizam em suas equipes. De maneira geral, as competências que mais se destacam são: resiliência, controle emocional, boa comunicação e capacidade de trabalhar de forma integrada ao negócio.

Até porque, muito do perfil comportamental acaba por ganhar mais destaque em relação aos conhecimentos técnicos que o candidato tem a oferecer. Assim, cada vez mais gestores buscam por profissionais capazes de superar obstáculos de forma proativa, demonstrando comprometimento com a empresa e com o negócio.

As máquinas, por exemplo, não contam com tais habilidades e não conseguem resolver determinados problemas. Por isso, ao desenvolver adequadamente as competências mais exigidas, você tem a certeza de que não será substituído por tecnologias não humanas no futuro. Lembre-se de que as situações de crise e dificuldade são oportunidades de crescimento, então, não desanime!

Aqui na Unime, buscamos oferecer o que há de mais moderno para a formação acadêmica de nossos alunos. Visamos, com isso, proporcionar crescimento humano, social e intelectual, dando apoio personalizado para os graduandos em cada fase do curso. Atualmente, disponibilizamos o canal Conecta, um portal gratuito e exclusivo que faz a ligação entre os estudantes e as maiores empresas, com vagas em todo o Brasil.

Viu só como você não precisa se preocupar com as taxas de desemprego no Nordeste? Mas busque sempre por qualificação profissional e especialize-se o quanto antes em sua área de atuação para não ficar atrás da concorrência. Com isso, você estará investindo no seu futuro e no desenvolvimento da sua carreira.

Gostou do conteúdo? Então, compartilhe o post nas redes sociais para que mais pessoas tenham acesso a essas informações!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

cursos da unime

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Skip to content