Conheça um pouco sobre a história da cidade de Itabuna

cidade de itabuna na bahia

A cidade de Itabuna fica na região sul da Bahia. Antes conhecido como Arraial de Tabocas, o município foi emancipado em 1910. Nessa época, a sua extensão era ainda maior — as suas terras iam até Itapuí, onde hoje está o município de Itororó.

A história de Itabuna é cheia de curiosidades. Desde a década de 1910 até hoje, muita coisa mudou, e todas essas transformações influenciam o funcionamento atual da cidade. Quer saber mais e conhecer melhor esse município tão especial? Continue lendo!

Um panorama sobre Itabuna

Atualmente, Itabuna tem uma área total de mais de 430 mil quilômetros quadrados. Ela é a quinta cidade mais populosa da Bahia e décima do Nordeste, com população estimada de 213 mil habitantes.

Itabuna está a 426 quilômetros da capital baiana, Salvador. A cidade mais próxima é Ilhéus, que fica no litoral. Juntas, elas formam uma capital regional B, segundo a classificação do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Isso quer dizer que as duas cidades têm influência em mais de 40 municípios e têm mais de um milhão de habitantes.

cidade de itabuna

Quando falamos em qualidade de vida no Nordeste, Itabuna também se destaca. Ela tem o terceiro melhor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) da Bahia, atrás apenas de Salvador e de Lauro de Freitas.

Os principais fatos da história de Itabuna

A história de Itabuna, por mais estranha que possa parecer, começa em Sergipe. Uma crise financeira motivou alguns sergipanos a buscarem uma vida melhor, e muitos deles vieram parar na Bahia — na época, no povoado de Tabocas.

A cultura cacaueira estava em alta, e não faltou emprego aos novos moradores da região. Foi assim que o povoado começou a se desenvolver também economicamente.

As novidades chegavam pelo porto de Ilhéus, vindas de outros estados brasileiros e até do exterior. Logo após a emancipação, foram inauguradas estradas e ferrovias na região, o que também contribuiu com o desenvolvimento da cidade.

Nos anos 1930, toda a região cacaueira atingiu o seu auge. O comando da cidade era dos coronéis, e todas as atividades econômicas giravam em torno do cacau. Apesar da riqueza, eram grandes as desigualdades sociais. Ao longo de sua produção, a lavoura passou por diversas crises. A pior delas foi a da vassoura-de-bruxa, doença que atinge os cacaueiros.

Hoje em dia, o cacau não é mais a estrela da economia de Itabuna, que sofreu com os impactos dessas crises. Durante esses períodos, a população empobreceu, o desemprego aumentou e, aos poucos, outras atividades começaram a ser desenvolvidas na região, na tentativa do povo de encontrar novas alternativas para o seu sustento.

População sergipana

A população sergipana tem um importante papel na história de Itabuna. Foram essas pessoas que construíram as primeiras casas no local e plantaram as primeiras lavouras.

O fundador da cidade de Itabuna, José Firmino, foi um dos sergipanos que chegou na Bahia nessa época. Foi ele quem solicitou ao governo a criação do município e prometeu doar terrenos para a construção dos primeiros edifícios.

História por trás do nome

A palavra Itabuna vem do tupi e significa “padre de pedra“. O nome escolhido para a cidade faz referência a uma rocha cujo formato se assemelha a um padre. A Cachoeira de Itabuna ficava em Tabocas e, posteriormente, deu nome ao novo município.

Principais atividades econômicas

Atualmente, a cidade de Itabuna tem sua economia baseada na indústria, no comércio e nos serviços. Na área industrial, destacam-se produtores de alimentos e empreendimentos das áreas têxtil, de calçados e de fabricação de postes, muito importantes para o crescimento econômico do Nordeste.

Já o comércio e os serviços são incrementados pelas faculdades, que atraem uma grande quantidade de jovens estudantes da região. Nós, da Unime, temos uma unidade na cidade, com cursos de Administração, Direito, Engenharia Civil, entre outros. Temos parceria exclusiva com o Canal Conecta, que insere alunos no mercado de trabalho e contribui com o desenvolvimento econômico local.

Pontos turísticos

Quem visita a cidade e quer conhecer lugares que fazem parte da história de Itabuna não pode deixar de visitar a Catedral São José e o Monumento Saga Grapiúna. Este último retrata os povos desbravadores que ajudaram na fundação do município.

A história de Itabuna é cheia de altos e baixos. As crises sofridas pela lavoura cacaueira ajudaram o povo da cidade a se fortalecer e a criar alternativas para manter o desenvolvimento econômico da região. A chegada de faculdades como a Unime Itabuna contribui com esse crescimento e ajuda a população a se capacitar.

Itabuna é um ótimo destino para estudantes. Se você tem o sonho de conquistar um diploma, saiba mais sobre o vestibular na cidade e garanta a sua vaga em uma das nossas opções de curso!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.6 / 5. Número de votos: 11

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

cursos da unime

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Skip to content