Educação Física: quais as diferenças entre Bacharelado e Licenciatura?

educação física bacharel ou licenciatura

O dia a dia das pessoas costuma ser bastante atribulado, cheio de compromissos e com muito estresse — o que as leva a se alimentarem mal e não realizarem exercícios físicos, por exemplo. Essa é, normalmente, a porta de entrada para muitas das doenças físicas e mentais que têm prejudicado grande parte da população, como a diabetes e a depressão — só para se ter uma ideia, o Brasil é considerado o país mais depressivo da América Latina.

Para evitar esses efeitos, a procura pelos exercícios e atividades que movimentam o corpo e estimulam a mente cresceram bastante. Isso significa que esse é um ótimo momento para aqueles que estão pensando em cursar Educação Física. Afinal, o profissional da área é quem vai auxiliar na promoção da saúde das pessoas, seja dentro das escolas, para quem fez Licenciatura em Educação Física, seja em academias, por exemplo, para quem optou pelo Bacharelado em Educação Física.

Pegou um pouco da diferença entre o Bacharelado e a Licenciatura? Então, continue conosco e confira outras oportunidades para o profissional de Educação Física em cada uma dessas modalidades de diploma!

O que faz o profissional de Educação Física?

Se engana quem pensa que o curso de graduação em Educação Física é simples ou fácil de ser concluído. Além de ter várias matérias complexas para estudar, o aluno tem uma enorme responsabilidade em suas mãos: a saúde das pessoas.

O trabalho do educador físico consiste em acompanhar e orientar pessoas de todos os tipos físicos e faixas etárias em exercícios de todas as modalidades, atividades recreativas e esportes. Ainda trabalha com aqueles que necessitam de cuidados especiais, como as pessoas que se recuperam de uma lesão ou cirurgia, pessoas com deficiência e idosos com limitação de movimento, por exemplo.

O objetivo do profissional é orientar seu público a realizar todas essas atividades de forma adequada, ou seja, sem causar prejuízo ou desgastar nenhuma parte do corpo. Além disso, os ganhos dos alunos também são muito importantes, e podem variar de acordo com seus objetivos, que podem ser:

  • ganho de massa muscular;
  • emagrecimento;
  • melhora do equilíbrio;
  • recuperação de movimentos;
  • aperfeiçoamento da coordenação motora;
  • entre outros.

Quais as oportunidades de mercado para o formado?

O educador físico pode trabalhar em diferentes áreas. Quer saber quais? Confira, a seguir!

Área escolar

O profissional pode atuar nas escolas dando aulas de educação física e também treinamento esportivo escolar no ensino fundamental e médio. Essa é uma área em ascensão, visto que cada vez mais diretores de escolas buscam criar atividades (seja dentro ou fora do currículo escolar) para cuidar da saúde e estimular a prática de esportes.

Academia

O educador físico pode realizar inúmeras atividades ao trabalhar em uma academia, como ser instrutor de musculação, fazer as avaliações físicas dos alunos, dar aulas de ginástica — a exemplo de spinning ou jump.

Personal trainer

O personal trainer acompanha, instrui e auxilia continuamente e intensamente a prática de exercícios de seus alunos. Por esse motivo, geralmente essas aulas são feitas com um único aluno por vez. Nesse ramo o educador físico pode atuar em academias, empresas, clubes ou como autônomo, seja com espaço próprio ou indo até a casa dos alunos.

Esse é um ramo interessante, visto que as pessoas vêm tendo cada vez mais noção da importância da prática de atividades físicas e desejam atendimento personalizado.

Grupos especiais

Existem alguns grupos, como idosos, pessoas com deficiências, gestantes e crianças que têm necessidades específicas na hora de praticar atividades físicas. Assim, é preciso um plano especial e adaptado que beneficie a sua saúde e respeite suas limitações.

Performance esportiva

O educador físico está apto a orientar pessoas, atletas e equipes durante os treinamentos físicos, com o objetivo de tratar e prevenir lesões, bem como melhorar a performance dos treinos, alcançando os objetivos mais rapidamente.

Recreação

O profissional formado em educação física também pode atuar desenvolvendo atividades de entretenimento e recreação para os hóspedes de hotéis, navios e cruzeiros, spas, clubes e outros passeios turísticos. Nesse caso, destacam-se as populares e animadas hidroginásticas em grupo nas piscinas, assim como as atividades lúdicas envolvendo atividades físicas com as crianças.

Assessoria de corridas

As corridas têm se tornado cada vez mais populares e quem se prepara para elas, mesmo que não seja atleta, precisa ter orientações e suporte para alcançar o melhor desempenho.

Treinador

O educador físico pode atuar como treinador de um esporte específico, realizando trabalho com atletas profissionais e preparando-os para competições, por exemplo.

Organização de Evento

O marketing esportivo envolve a organização de vários eventos. Essa é uma oportunidade interessante para os educadores físicos na área de saúde, uma vez que esse profissional conhece as necessidades do cotidiano do esporte, do público e dos atletas.

Quais as diferenças entre Bacharelado e Licenciatura em Educação Física?

Existem duas modalidades de graduação atualmente: Bacharelado e Licenciatura. O Bacharelado tem como objetivo formar profissionais para o mercado de trabalho, ou seja, que tem como foco atuar exercendo a profissão que escolheram. Já a Licenciatura forma profissionais que desejam dar aulas, a fim de ensinar o seu próprio ofício para outras pessoas.

No caso da Educação Física, o profissional que se formou em Licenciatura está apto para atuar como professor na Educação Infantil e no Ensino Fundamental e Médio. No entanto, para atuar no Ensino Superior é preciso fazer cursos de pós-graduação. Durante o curso são estudadas disciplinas pedagógicas específicas dessa área, a fim de aperfeiçoar a didática e a pedagogia. Além disso, o estudante tem acesso a técnicas para transmitir melhor os seus aprendizados.

O bacharel é o educador físico que trabalha em clubes, academias, como personal trainer, aulas coletivas e outras. Dessa forma, o curso nessa modalidade prepara o aluno para o mercado de trabalho, visando a relação interpessoal e técnicas físicas específicas da profissão.

A base do curso, em geral, é bastante parecida para as duas modalidades. Cabe ao aluno definir em qual área gostaria mais de atuar e, assim, decidir pelo Bacharelado ou a Licenciatura. Em termos salariais, a diferença não é grande, visto que tudo dependerá do tempo trabalhado.

No caso do bacharel, um personal trainer, por exemplo, ganha em média R$4.500,00 por mês, segundo o Guia da Carreira. No caso de um professor de Educação Física, seu salário varia em torno de R$2.149,08, segundo o Salario.com.br.

O interessante é que ambas as opções do curso podem ser cursadas tanto na modalidade presencial quanto semipresencial aqui na Unime! Esse último modelo de curso é muito procurado pelos estudantes, devido a flexibilidade dos horários de aula e estudo — o que permite que as pessoas continuem exercendo atividades remuneradas enquanto cursam a faculdade de Educação Física!

E então, se interessou pelo curso de Educação Física na modalidade semipresencial? Se você quer saber mais sobre ele, seja Bacharelado ou Licenciatura, não deixe de entrar em contato conosco! A Unime oferece várias facilidades de bolsas e descontos para os seus alunos, como o PEP, um parcelamento privado e sem juros!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

cursos da unime

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.