O ser humano é aquilo que a educação faz dele? Entenda melhor

mulher vendo se o ser humano é aquilo que a educação faz dele

O educador e filósofo brasileiro Paulo Freire disse uma frase que marca bastante o impacto que a educação tem em nossas vidas. “Educação não transforma o mundo. Educação muda as pessoas. Pessoas transformam o mundo.” Sem conhecimento, o ser humano é incapaz de interagir, de criar e até mesmo de falar.

Neste artigo, propomos justamente uma reflexão baseada na pergunta: afinal, o ser humano é aquilo que a educação faz dele? Confira, a seguir, os impactos que o ensino, incluindo o ensino superior, tem na vida das pessoas. Para isso, vamos discutir os seguintes tópicos:

  • os índices educacionais no Brasil e a realidade no Nordeste;
  • o ser humano é aquilo que a educação faz dele;
  • a escolha do curso e o ingresso no ensino superior.

Os índices educacionais no Brasil e a realidade no Nordeste

Ao propormos uma reflexão sobre a educação no Brasil, vemos que muita coisa ainda precisa evoluir. Segundo o Anuário Brasileiro da Educação Básica de 2019, o sistema educacional brasileiro segue incluindo os jovens, mas está longe do objetivo. Cerca de 91,5% dos jovens entre 15 e 17 anos estão na escola, mas apenas 68,7% estão no ensino médio, sendo isso marcado pela desigualdade social.

Na educação superior, a taxa de matrícula entre os jovens de 18 a 24 anos apontam para uma taxa de 24%, se considerarmos os moradores de áreas urbanas. Enquanto isso, o ensino superior para aqueles que vivem no campo tem um percentual de apenas 8% dos jovens moradores dessas áreas.

No Nordeste, independentemente do espaço em que vivem, o número cai para 17,3% dos jovens matriculados em ensino superior. A região também é uma das que contam com o menor número de concluintes do ensino médio, ficando apenas atrás da região Norte. Ou seja, ainda falta mão de obra qualificada para ocupar algumas das principais atividades econômicas do Nordeste.

Ainda de acordo com o relatório, “o sistema escolar brasileiro reproduz diversas desigualdades sociais. É importante evidenciá-las para que as políticas públicas sejam colocadas em prática de forma mais equitativa. Por isso, é essencial a análise de recortes por região, localidade, renda e raça/cor”.

Fato é que muito ainda precisa ser feito quando se trata da educação no país. Mais do que ampliar o acesso, também é preciso oferecer uma base que prepare os estudantes para um mercado cada vez mais exigente. Diante de contingenciamentos no orçamento destinado para o setor, nos vemos envoltos em um cenário de desafios. Porém, só a educação é capaz de transformar o ser humano.

O ser humano é aquilo que a educação faz dele

A frase que dá nome a este tópico foi proferida por Immanuel Kant, filósofo prussiano nascido no século XVIII e um dos principais pensadores da modernidade. Para ele, a educação era um meio para que o homem pudesse chegar ao cerne mais profundo dele mesmo. Isso porque o homem necessita de cuidados que vão muito além do que os animais precisam, por exemplo.

Em seus estudos, Kant ainda destaca que a disciplina é um dos principais elementos para levar a humanidade a um nível superior de felicidade e ao maior respeito da coletividade. Sendo assim, a educação ensinaria as pessoas a viverem em sociedade, pois o conhecimento aprendido seria transmitido por meio da oralidade e da escrita ao longo do tempo.

A começar pela base, ou seja, os anos iniciais de estudo, o homem vai adquirindo um aprendizado que modifica a sua vida. Na sociedade moderna, a educação superior tem um impacto muito forte nesse sentido, trazendo muitas qualidades que hoje são consideradas imprescindíveis. Vamos discutir algumas delas a seguir.

Visão crítica

A visão crítica é a reflexão que as pessoas têm sobre as situações, bem como a análise de fundamentos e de razões a respeito de determinada coisa. É a capacidade de investigar criticamente, despindo-se de preconceitos e pré-conceitos.

O ensino superior tem muito da sua didática justamente embasada no desenvolvimento dessa capacidade do estudante. Junto da criatividade, a visão crítica compõe uma lista de habilidades valorizadas pelas empresas na hora de contratar profissionais. Afinal, as organizações sabem que, para crescer, precisam de pessoas que reflitam sobre o papel da empresa na sociedade e como ela pode ajudar a melhorá-lo.

Oportunidades de carreira

A ideia do curso superior como porta de entrada no mercado de trabalho não é por acaso. Isso porque fazer uma graduação favorece a busca por vagas bem remuneradas não só no setor privado, como também público. Você já deve ter visto que os salários de analista são melhores do que os técnicos em órgãos públicos, por exemplo.

Sem contar que as empresas procuram pessoas qualificadas para ocuparem cargos no quadro de colaboradores, a fim de ter um capital de conhecimento maior. Logo, entre uma pessoa que tem um curso superior e outra que não tem, a chance de a primeira conquistar a vaga é maior, justamente por seu conhecimento adquirido ao longo do tempo.

Crescimento pessoal

Uma pessoa que opta pelo ensino superior sabe que aquilo terá impacto não só na sua vida profissional, mas também pessoal. Muitas delas almejam as vagas nas instituições de ensino superior porque aquilo tem importância na vida delas, trazendo um bônus de satisfação pessoal.

Muito mais que melhores empregos, maiores salários e reconhecimento de seus pares, o indivíduo sabe que fazer um curso superior é uma garantia de realizações que não podem ser analisadas somente pela perspectiva de mercado. Ou seja, estamos falando de propósitos e de vocações, sendo a faculdade um instrumento de aproximação deles.

A escolha do curso e o ingresso no ensino superior

Para que a educação tenha ainda mais impacto positivo na sua vida, é preciso ter atenção especial à escolha do curso para ingressar no ensino superior, sobretudo se a sua intenção é prestar vestibular aqui em Salvador e região. Porém, não só isso: saiba as suas habilidades e competências a fim de optar pelo curso que trará mais satisfação para você.

O autoconhecimento é um trabalho essencial para esse processo, e ele deve estar atrelado à busca sobre a valorização no mercado do curso desejado. Faça uma boa pesquisa sobre a área em que deseja atuar, conheça as perspectivas para o futuro e procure conversar com profissionais que já estão no mercado.

A partir disso, faça uma pesquisa detalhada sobre a instituição de ensino, levando em consideração alguns aspectos, como selo de aprovação do Ministério da Educação (MEC), indicadores de qualidade e qualificação dos docentes.

Além disso, é preciso verificar grade curricular, atividades extracurriculares oferecidas, reconhecimento no mercado, modalidade de estudo e formas de ingresso, como Prouni (Programa Universidade para Todos), FIES (Fundo de Financiamento Estudantil), entre outros. Ao fazer essa análise, ficará mais fácil escolher o curso e ingressar no ensino superior.

Respondendo ao título do artigo, sim, o ser humano é aquilo que a educação faz dele, sendo ele também o responsável por perpetuar o conhecimento. Como vimos, investir em sua educação, sobretudo no ensino superior, ajudará você no desenvolvimento profissional e pessoal, sempre com visão crítica, e garantirá melhores oportunidades na carreira.

Gostou deste artigo? Que tal compartilhá-lo nas suas redes sociais? Assim, mais pessoas poderão entender o impacto e a importância que a educação tem na vida todos!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 3.4 / 5. Número de votos: 9

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

cursos da unime

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Skip to content