Quais as áreas de atuação de um fisioterapeuta?

quanto ganha um fisioterapeuta

A Fisioterapia é uma ciência antiga, com origem nos nossos primeiros ancestrais, que já tentavam diminuir as dores pelo corpo por meio de algumas técnicas. Elas evoluíram com o tempo e se tornaram exercícios fisioterapêuticos. No entanto, a profissão nasceu mesmo apenas em meados do século XX, tendo a sua necessidade atrelada às grandes guerras mundiais que resultaram em milhões de pessoas feridas e lesionadas.

Atualmente, a Fisioterapia atrai muitos estudantes que desejam trabalhar no campo da Saúde. A ideia deste artigo é explicar mais sobre a atuação deste profissional, mas também esclarecer pontos como: quanto ganha um fisioterapeuta, primeiros passos do estudante na faculdade de Fisioterapia, entre outros. Boa leitura!

Quais as áreas de atuação profissional da Fisioterapia?

A Fisioterapia é um campo da área de Saúde que habilita um profissional na prevenção, na recuperação e na reabilitação de um paciente. Isso pode ser feito de diferentes maneiras, o que faz com que a profissão se subdivida em diferentes campos de atuação. Saiba quais os principais a seguir.

Fisioterapia esportiva

Tal área é amplamente conhecida, sendo de suma importância em lugares como centros esportivos e de treinamentos. O papel do fisioterapeuta nesse campo tem um impacto grande, ainda mais quando se trata de atletas envolvidos em grandes negociações com clubes.

Logo, cabe ao profissional desenvolver um trabalho que envolva o esportista para que ele desempenhe bem as suas funções, restaurando assim o seu nível normal e garantindo a prevenção e a reversão de efeitos da inatividade.

Fisioterapia neurofuncional

Essa especialidade atua como prevenção e método paliativo de sequelas que aparecem e são resultantes de problemas no sistema nervoso, tanto central quanto periférico. Mas também diante de doenças neuromusculares, como da placa motora e miopatias.

Cabe ao profissional especializado na área realizar a avaliação do paciente, diagnosticar, prescrever tratamento e realizá-lo. Por se tratar de uma área delicada que causa disfunções motoras e sensoriais que interferem no desempenho de atividades diárias, o profissional precisa ter profundo conhecimento na área.

Pilates e RPG

Tanto o Pilates quanto o RPG têm uma proposta abrangente de tratar problemas ligados à coluna e à correção de postura. Ambas são técnicas fisioterápicas: a primeira pode ser utilizada para fins estéticos, enquanto a segunda é voltada para doenças mais graves.

De modo geral, ambas podem ser executadas pelo fisioterapeuta como medida de tratamento para desvios posturais e inflamações articulares. O tempo recomendado para cada paciente varia conforme a necessidade, e é interessante a especialização do profissional, pois ambas as técnicas abrangem uma série de exercícios específicos.

Fisioterapia dermatofuncional

A especialidade dermatofuncional é voltada para questões estéticas. Logo, o profissional especializado na área está apto a auxiliar em tratamentos ligados à flacidez da pele, gordura localizada, estrias, cicatrizes, entre outras.

Para isso, são utilizados recursos que ajudem de forma integrada na promoção da qualidade funcional do paciente, associado a tratamentos que podem ser térmicos, elétricos, mecânicos ou fototerapêuticos. Ou seja, é um profissional que atuará na redução de edemas, promoverá a vascularização arterial e venosa e agilizará o processo de cicatrização por meio de técnicas apuradas.

Mas, afinal, quanto ganha um profissional de fisioterapia?

Uma pergunta bastante frequente daqueles que estão decidindo por qual área seguir é quanto ganha um profissional de Fisioterapia. De acordo com a Lei nº 8.856, a jornada de trabalho semanal do fisioterapeuta não pode ultrapassar 30 horas.

Existe um projeto de lei na Câmara, Lei 988/2015, a ser anexado à Lei nº 8.856/1994, que fixa a carga horária de trabalho do profissional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional com piso mínimo para as categorias de R$ 4.650, tendo reajuste anual de acordo com o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

No entanto, ainda há uma diferença entre os estados quanto ao salário recebido pelo profissional de Fisioterapia e também quanto à sua especialidade, bem como o tempo de atuação no mercado de trabalho. Segundo o site de empregos Catho, a média salarial brasileira paga ao fisioterapeuta é de cerca de R$ 2.188,62. Sendo que os maiores dividendos são pagos em São Paulo, Bahia, Rio de Janeiro, Pernambuco e Minas Gerais, respectivamente.

Quais as áreas mais bem pagas da fisioterapia?

Entre as áreas que mais pagam ao profissional, estão:

  • fisioterapia respiratória (focada na reabilitação do sistema respiratório);
  • fisioterapia esportiva;
  • quiropraxia (trata problemas articulares);
  • osteopatia (trata lesões musculoesqueléticas);
  • fisioterapia neurofuncional.

Como é no Nordeste?

No Nordeste, por exemplo, a área de Fisioterapia é conceituada. A região tem alguns dos melhores cursos do país, tendo conceito elevado junto ao MEC. Sobre os salários, a variação ocorre de acordo com a demanda por profissionais, o que muda de estado para estado, bem como entre as cidades. Por isso, vale fazer uma pesquisa caso esteja pensando em se mudar de cidade para realizar o curso.

Quais são os primeiros passos do estudante na carreira?

Com tantas pessoas se formando anualmente nas universidades, é preciso que o estudante saiba aproveitar as oportunidades desde o começo da graduação. Pensando nisso, alguns passos são essenciais!

Curse as matérias básicas

Quanto antes você terminar as matérias básicas do curso, maior embasamento terá para conseguir um estágio. Por isso, tenha dedicação especial, principalmente no início da graduação, para poder cursar todos os módulos e absorver o máximo de conhecimento possível. Inclusive, isso dará embasamento para saber com quais áreas você tem maior afinidade.

Faça estágios

O estágio é obrigatório na Fisioterapia e deve ocupar no mínimo 20% da carga horária do curso de Fisioterapia. As ofertas de vagas podem ser encontradas em clínicas, consultórios particulares e hospitais.

Basicamente, o estagiário desempenhará funções como auxílio ao fisioterapeuta, orientação dos pacientes durante as terapias, além de busca e de monitoramento dos equipamentos utilizados durante a sessão de terapia.

Lembrando que, a partir do 3º ano do curso aqui da Unime, o estudante já tem aptidões para desempenhar bem as atividades do estágio, pois já tem a base de avaliação, bem como conhecimentos de fisiologia e da própria Fisioterapia, que ajudarão a ter melhor desempenho na sua função.

Busque cursos

A especialização é essencial para o fisioterapeuta. Inclusive, ele pode realizar cursos extracurriculares ainda durante a graduação. Portanto, busque o aperfeiçoamento constante, estude sobre os campos que maior despertam seu interesse e procure profissionais para mentorar você durante essa fase. Tudo isso fará uma grande diferença na sua formação.

Saber o quanto ganha um fisioterapeuta é uma pergunta importante, assim como conhecer as áreas com mais oportunidades de especialização. Como mostrado durante o artigo, a carreira é promissora e oferece grandes chances para a pessoa que deseja seguir por esse caminho.

Depois de saber o que faz um fisioterapeuta, você ficou mais interessado pela profissão? Entre em contato conosco e conheça mais sobre o curso oferecido pela Unime!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

cursos da unime

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.